#VandalizeNoEstilo é um projeto idealizado pelo Vandalize para trazer ao conhecimento do público o que está por trás das marcas de roupas independentes, desde sua história ao seu proposito.
E no primeiro capitulo vamos conhecer a Dirijo!
VANDALIZE: Por que o nome Dirijo?
Dirijo: Antes nesta terra plantávamos alegria e amor. Queimar o “dirijo” aos sábados fazia-nos muito bem. Infelizmente proibiram e nos trouxeram algo em troca: a cachaça.”
Dirijo é um nome indígena dado em algumas regiões a erva sagrada e criminalizada que popurlamente conhecemos como maconha, a gente conheceu essa derivação do nome a
partir de um Mini-Doc chamado Dirijo, no doc é apresentado relatos de anciões sobre o uso da erva nos costumes antigos dos indígenas e de como isso mudou
com o passar do tempo (procurem o doc no youtube, é coisa de 12 minutinhos e vale a pena ver as coisas através de uma outra perspectiva), acabou que pela nossa ligação
e respeito com a cultura, acabamos aderindo o nome.
VANDALIZE: A marca soteropolitana vem sempre fazendo parceria seja nos clipes de MC’S ou eventos. Qual o objetivo disso pra a marca?
Dirijo: A gente tem feito parceria com pessoas\grupos\bancas que de alguma forma nos inspiram, que em nossa visão estão fazendo um bom trabalho, que tão dando o seu melhor e
tão correndo atrás de tá produzindo, pessoas de verdade, que falam a verdade, que de alguma forma já cruzamos pelo caminho, que criamos algum laço, alguma identificação,
que inspiram na nossa vontade de produzir, e isso envolve algum tipo de retorno tanto pra quem tá nessa função como também um retorno na visibilidade da marca, uma
especie de fortalecimento e que mais pra frente possa gerar outros tipos de fortalecimentos proporcionados pela marca, de acordo com suas possibilidade com o decorrer
do seu progresso, esse é um objetivo, queremos crescer e ver outras pessoas crescerem também, queremos inspirar pessoas a estarem produzindo algo real, de valor verdadeiro.
VANDALIZE: O que inspiram vocês a fazer uma coleção?
Dirijo: Uma das coisas é o gosto pela moda, por roupas, crescemos nos anos 90, rolava um mercado de roupa interessante nesse tempo, com muito mais significado do que a padronização
que as lojas especializadas acabaram gerando mais tarde e que é algo mais ligado com o lance do consumo, da oferta, que de uma certa forma causa incomodo em muita gente mas
é o que até então estava em mais evidência e encontrado mais facilmente para ser consumido, acredito que isso nos dá um tanto de impulso, querer quebrar essa condição, querer
dar visibilidade a outras alternativas e ao trabalho independente, algo que nos inspira muito também é ver outras marcas locais que adimiramos e que produzem bons materias,
marcas que acabam se tornando referência pra nós que queremos ver as coisas existindo e sendo produzidas por pessoas que querem fazer algo original, ou que querem simplesmente
produzir, queremos ser referência pra outras pessoas que querem lançar sua marca, queremos ser referência de uma outra alternativa.
VANDALIZE: Suas estampas tem algum significados?
Dirijo: Até então foram lançadas estampas de desenhos produzidos por nós e que pensamos e concordamos que ficariam interessantes estampados num pano, as primeiras quatro
estampas que lançamos estão bem ligadas a ideia do nome que leva a marca, Dirijo.
VANDALIZE: A marca já tem planos para 2019?
Dirijo: Sim, temos, só não sabemos qual ainda (rs), ainda pretendemos realizar planos que bolamos pra 2018, buscando foco pra fazer as coisas acontecerem da melhor forma,
lançamento de novas estampas, novas propostas, além das camisas, além das roupas, muita coisa ainda vai acontecer, creio que tem fluido legal e vai continuar fluindo.
VANDALIZE: Como foi a produção do comercial “Nós tá portando dirijo”?
Dirijo: Muito dinâmica, um aprendizado, a ideia do comercial foi trazida por Momo Mc (@moomo.bb) que faz parte do Coletivo Roupa Suja (@coletivoroupasuja), parceiros nosso,
ele chegou com uma sequência de surpresas pra gente, primeiro com a noticia que tinha bolado um som comercial pra marca, em seguida chegou com a faixa já gravada,
na sequência já veio com a notícia da produção de um clipe (que logo mais vai tá na pista) mas não parou por aí, na vontade de movimentar ele veio com a ideia de lançarmos algo de imediato que apresentasse algo desse som e que fosse também um comercial para a marca, com algumas fotos com parceiros e pessoas que adiquiriram os panos da Dirijo, como já
tava no pique de aprender algo na produção audiovisual, resolvi aprender algo na ação, também pude contar com pessoas que se dispuseram a somar pra o vídeo ser realizado,
como foi o caso de Gabriel Oliveira (@oliveiragabo) e Thiago Vinicius (@thiagovncs) que se ofereceram pra finalizar o vídeo. O resultado foi massa, o aprendizado foi massa,
e como não sentir prazer na produção de algo que é derivado de algo que de alguma forma nos deu um gás pra produzir mais e mais? algo que de alguma forma nos fez acreditar
mais no trabalho que fazemos, só gratidão a Momo Mc, espero que ele tenha muito sucesso e boas oportunidades na caminhada dele, assim como todos e todas que fortalecem pras
coisas acontecerem, independente de dinheiro ou não, Fé em vocês.